Dicas de segurança em condomínios

Um dos assuntos mais discutidos e mais questionados nas Administradoras de Condomínio é a segurança condominial. Afinal, como realizar uma segurança em condomínio? O que é um condomínio seguro? Recursos e sistemas de segurança como cerca elétrica, portaria 24h e câmeras de segurança são o bastante? É melhor optar por uma segurança eletrônica? O que é a portaria remota?

Pensando nestas e em diversas outras dúvidas, a Classe A separou algumas dicas de segurança para condomínios bastante embasadas no que a Polícia Civil recomenda. Continue lendo e saiba mais!

1- Contrate profissionais de confiança

A segurança condominial está fortemente relacionada aos próprios profissionais que atuam no lugar. Por isso, na hora de contratar um novo funcionário para o seu Condomínio, dê valor às referências, ao currículo e realize uma boa entrevista profissional – conheça de fato quem estará frequentando os arredores de sua moradia frequentemente.

2- Contrate profissionais especializados

Além disso, é importante que zeladores, seguranças e porteiros estejam de fato aptos a exercerem suas funções. Ou seja, eles devem demonstrar que seus conhecimentos em relação à segurança estão atualizados e que sabem aplicar medidas preventivas para evitar que o condomínio fique vulnerável.

3- Segurança eletrônica é uma boa!

Se é possível utilizar da tecnologia a favor da segurança, utilize – faça o uso da segurança eletrônica! Alguns dos bons investimentos nesta área são câmeras automatizadas 24 horas por dia e mecanismos automáticos que travam passagens após certo tempo.

4- Faça um bom controle de acesso ao condomínio – serviços de portaria

Uma boa parte dos crimes que acontecem em condomínios acontecem em função da entrada de pessoas mal intencionadas com o próprio aval de moradores. Justamente por isso, é muito importante frisar: o controle da entrada de visitantes deve ser bastante rigoroso! Prestadores de serviço, fiscalizadores, entregadores e outros profissionais devem ter a identificação exigida quando forem acessar as dependências do condomínio.

5- A guarita é muito importante! – equipamentos de segurança

A guarita tem papel fundamental para a segurança condominial! Sua localização deve ser bastante estratégica e bem posicionada, para que ela funcione como uma verdadeira torre de vigilância.

6- Treinamentos e processos emergenciais garantem a segurança

Alguns casos podem demandar procedimentos emergenciais – por isso, certifique-se que telefones importantes estejam sempre por perto e que existam senhas e códigos entre condôminos e funcionários para alertar sobre possíveis emergências.

7- Política interna e normas de segurança são indispensáveis

O Condomínio deve ter suas próprias normas internas e é indispensável que todos os moradores e funcionários estejam a par de sua existência. Apenas com a ação em conjunto é possível garantir que as medidas preventivas e corretivas sejam feitas e façam, de fato, efeito para a segurança condominial.

8- Contrate uma empresa de segurança especializada

Seu síndico ainda não investiu na segurança do seu condomínio? Já pensou em contratar uma empresa especializada? Terceirizando o serviço, é possível diminuir os custos e aumentar a eficiência da segurança condominial – a portaria remota é um claro exemplo disso.

Gostou das dicas de segurança para condomínios da Classe A? Acompanhe nosso blog e fique por dentro de mais dicas sobre segurança em condomínio e muito mais.

Share This

Compartilhe!

WhatsApp chat