Funções de um síndico (morador) e uma administradora de condomínios

A administração de condomínios é um assunto que rende muitas dúvidas. Quais as funções de uma administradora? Que papel a prestadora de serviço exerce dentro da gestão? Quanto cobra uma administradora de condomínio? Essas e outras perguntas fazem síndicos refletirem se realmente vale a pena contratar esse tipo de serviço.

Para que o condomínio possa ter suas funções bem executadas e todas as áreas em ordem, seguras e cuidadas, cada um deve cumprir com suas responsabilidades. Por isso, administradora e sindico devem trabalhar em conjunto – cada um com as tarefas que lhe cabem nas suas funções. Vamos falar nesse artigo quais as responsabilidades da administradora e a diferença entre síndico (e suas sindicâncias) e o administrador de condomínio.

 

Responsabilidades do síndico no condomínio VS Responsabilidades da administradora de condomínios

O síndico é o responsável legal do condomínio, o que leva a ter o dever de zelar pela manutenção do local, além do bem-estar e a segurança dos moradores. Ele é a pessoa eleita em assembleia geral por todos e deve honrar com seu compromisso perante a maioria dos votos que o elegeu.

Seus cuidados com o condomínio se resumem em guardar toda a documentação, além de representar o condomínio em juízo, quando necessário. Além desse lado jurídico, o síndico também precisa ser um bom comunicador, pois ele é o responsável pela mediação de problemas entre moradores. Na pratica, ele precisa conseguir gerenciar todas as tarefas com um custo mínimo, evitando excesso de gastos e o aumento do rateio entre moradores.

Já a administradora tem como responsabilidades a operacionalização da gestão do condomínio, otimizando o trabalho e o atendimento aos moradores. Além disso, ela é responsável pelas questões tributarias e financeiras e, ao todo, são mais de 140 atividades que elas podem exercer.

Síndico

Administradora

Mediação de conflitos Prover assistência jurídica
Autorização de compras e pagamentos Organizar informações em um portal online
Convocação de assembleias Cuidar do treinamento de funcionários
Acompanhamento do trabalho do zelador Elaborar comunicados
Contratação e demissão de funcionários Emitir boletos
Garantir o cumprimento das regras do condomínio Fazer pagamento de contas, análise tributária e prestação de contas
Cuidar da manutenção preventiva Realizar cotações e pedidos de compras
Comunicar ocorrências Enviar técnico para solucionar a ocorrência
Acompanhar execução de serviços Efetuar o pagamento ao prestador de serviços
Dar suporte total à administradora Dar suporte total ao síndico em suas tarefas diárias
Providenciar pequenas compras Fazer reembolso das compras realizadas pelo síndico
Monitorar o fornecimento de gás Fazer solicitação de recarga de gás
Verificar e reportar à administradora as demandas do dia a dia. Orientar o sindico se as demandas solicitadas dependem de aprovação dos condôminos em assembleia ou se ele tem autonomia para tomar providencias imediatas.

 

Essas são algumas das tarefas que cada um dos dois lados tem que realizar, mas além delas, possuem outras inúmeras e que também são importantes como do síndico comunicar a administradora sobre alguma demanda que necessite de emissão de comunicados e, também, a comunicação a administradora sobre a inadimplência de algum morador/inquilino.

Contar com uma administradora permite uma convivência mais tranquila no condomínio. Isso não quer dizer que ela estará acima do síndico ou das decisões dos moradores – a administradora de condomínios apenas é um meio facilitador das tarefas mais complexas de um condomínio.

Se você mora em Belo Horizonte e é um síndico, procure por uma administradora de condomínios em BH para obter mais detalhes sobre os serviços prestados.

Referências: TownSQ, DGTADM

Share This

Compartilhe!

WhatsApp chat